Arquivo

Archive for agosto \22\UTC 2006

Victor Marcont

22 / agosto / 2006 Deixe um comentário

De volta ao acampamento do xamã, o grupo ainda confuso recebe tantas explicações quantas possíveis sobre o acontecido. Percebem que do ferimento de Rurik pela pedrada, escorregue um sangue de cor negra. Alguns membros do grupo decidem tentar ajudar as pessoas presas neste local insano, mas o Dr. os faz concordar que é melhor irem embora, e se quiserem ajudar o melhor é levar a verdade sobre esse local e a técnica do Dr. para o resto da Terra das Brumas. Sobre resgatar os pacientes da clínica, o Dr. diz que seria suicídio, mas se eles realmente quiserem isso é melhor procurarem Rudolph Van Richten em Mordentshire, pois apenas ele conseguiria montar uma equipe de resgate bem sucedida.
Rurik recebe uma tatuagem viva de Caminha Sozinho, e faz um acordo com um totem lobo, que lhe pede que seja sempre o caçador e nunca a caça, e que nunca abandone a matilha.
Durante o sono, Rurik é visitado pelo Homem dos Pesadelos, que lhe promete dar tudo o que ele deseja: a coroa da Baróvia e a glória do passado de seu povo. Em troca, pede que ele siga suas determinações; a primeira é que ele convença os demais a dormirem dentro do sanatório, o que seria um modo de levá-los de volta a Egertus.
Conversando com o Dr. e o xamã, concluem que há três possibilidades possíveis de fuga: um estranho teatro que surgiu na cidade, as brumas ou o sanatório, opção levantada por Rurik como tendo sido dita “pelo espírito”.
Hagen aprende as técnicas de hipnose com Gregorian. O grupo vai procurar outro xamã, Nuvem Negra, para arranjar um apanhador de sonhos extra, mas a primeira tentativa é em vão, e na segunda, Hagen consegue, ao custo de uma boa briga, alguns de seus pertences e cerca de dois dias perdidos. Caminha Sozinho constrói um apanhador para o grupo, com o cabelo de Lauren e um coelho.

Lauren e Hagen traçam um plano para “colocar” um apanhador em Rurik sem a percepção deste, o que requer uma maior aproximação dos dois. Após muita discussão, o grupo decide tentar o caminho do sanatório. Eles entram no local pela janela de onde Hagen fugiu, sem nenhuma dificuldade (Rurik nota que as grades nem mesmo estavam presas). Utilizando as técnicas aprendidas por Hagen, o grupo dorme no local e despertam em Egertus.
Saindo do sanatório abandonado em Egertus, Skaff faz luz do dia para que os humanos possam enxergar, e isso chama a atenção de um estranho na multidão do lado de fora, mesmo com Skaff apagando rapidamente a luz. Esse homem de capa e chapéu negros se aproxima, e se apresenta como Victor, da Lamórdia. Ele os convida para ir até uma estalagem conversar, e como todos precisam de um local para se estabelecer mesmo, aceitam.
Na estalagem, durante o jantar, Victor explica a eles ser um metafísico que procura um meio de sair da Terra das Brumas. Ele diz ter vindo de Krynn, a Terra dos Dragões, quando era ainda criança, e que num primeiro momento acreditou que eles também fossem “forasteiros”. Ele está à procura de Van Richten, e propõem uma troca: ele auxilia o grupo em suas buscas, tanto do criminoso em Egertus quanto de Van Richten, e o grupo em troca o auxilia em sua busca.

Anúncios
Categorias:Resumo - Igor

Caveirão! \o/

9 / agosto / 2006 Deixe um comentário

Quang Fei após acalmar as pessoas, sai à procura de Skaff, e o encontra a caminho da casa do pai de Hagen, decidindo acompanhá-lo. Ao aviso do corvo, Caminha Sozinho, Rurik e o Dr. Gregorian adentram novamente à esfera de sonho. Lauren fica na funerária, tentando conversar com o funcionário que se mostra pouco sociável. Ela ouve passos no andar de cima, e vê o bárbaro estranho descendo as escadas. Ela foge, e lá fora ela é perseguida pelo Rurik morto, a bruxa de Hala, o falso cavalariço e o outro ladrão.
O pai de Hagen vai até a funerária com Skaff e Quang, e trata do enterro do filho. O funcionário diz que Lauren foi embora, dizendo que aquilo não era do interesse dela. Na taverna, o verdadeiro Rurik consegue informação suficiente para levá-los até a funerária, após rodar quase todos os lugares atrás do grupo. Lá, Rurik convence Skaff e Quang de que precisam buscar Lauren, e o xamã usa um feitiço para encontrá-la.
Lauren está fugindo, entrando por locais desconhecidos da cidade, até chegar no marco da cidade. A bruxa de Hala conjura duas sombras para persegui-la. Quando o grupo a encontra, ela pára para falar com eles e as sombras a paralisam. Os mortos-vivos e o grupo de resgate se confrontam, o grupo vence, mas Lauren morre. Caminha Sozinho então força o despertar de Skaff e Quang Fei.
Lauren acorda em choque na cabana do xamã. Ela está confusa, sua mente está danificada e ela acredita que devia estar morta. Caroline tenta confortá-la, mas ela está completamente atordoada. Pouco depois, os outros acordam, mas Quang Fei também sente o choque por despertar forçadamente.

Sem tempo para explicações extensas, Gregorian lidera o grupo de busca a Hagen. Eles encontram a janela da cela do investigador, enquanto ele está tentando cerrar as grades da janela. Rurik escala o muro e tenta ajudá-lo, arrancando uma das barras. Nesse momento, uma figura vestindo uma mortalha coberta de aranhas entra pela porta da cela. Rurik fica fascinado pela figura e não faz nada para ajudar Hagen, mas Quang Fei, notando o desespero do investigador, o puxa para fora. Rurik só sai da janela quando Caminha Sozinho o atinge com uma pedra. Isso o faz entrar em fúria e atacar o grupo, mas Quang Fei consegue cuidar dele sem que ninguém saia ferido. Antes que algo pior aconteça, o xamã os guia de volta à cabana.

Categorias:Resumo - Igor

Despertando pela dor!

2 / agosto / 2006 Deixe um comentário

Quang Fei, Skaff e Lauren voltam para tentar encontrar o corpo de Rurik, mas não há mais corpo nenhum lá. Lauren é posta a par do ocorrido no culto, e Quang Fei vai à casa de Hagen devolver-lhe sua mochila. Os três vão dormir no Templo, e Lauren chora escondida até pegar no sono.
Skaff tem um sonho com Lord Soth, similar a sua visão. Soth, que diz que tudo é uma espécie de sonho, conversa com ele e o paladino faz ele lembrar de algo sobre seu passado. Soth parece ficar agradecido e deixa que Skaff peça algo. O paladino pergunta se Soth pode libertar Hagen, e este diz que o fará assim que o encontrar.
Skaff e os outros acordam, e quando estão indo para o refeitório do Templo, um bárbaro ruivo os encontra e chama-os pelo nome. Eles conversam, e ele (na verdade o próprio Rurik) diz que foi mandado por Rurik para ajudá-los. Entretanto, nenhum deles parece confiar muito nele, principalmente Lauren, a mais descrente de todos os acontecimentos até então.
Lauren sai para fazer um mapa da cidade, e pensar um pouco em tudo que ocorreu. Quang Fei vai mendigar. Skaff vai até a taverna, e Rurik vai lá conversar com ele, conseguindo dele alguma confiança.
Hagen fez pesquisas com o anel da serpente, descobrindo que ele é feito de prata pura e com um rubi verdadeiro como olho. Também fez experiências com a substância negra de seu rosto, descobrindo que ela não reage com nada, exceto água benta que a faz ferver e transforma-a em sangue comum. Ele vai até o alquimista do Duque, que lhe ensina o aperto de mão do culto, e os dois pesquisam sobre coisas relacionadas aos recentes fatos.
O tempo de permanência de Rurik na esfera de sonho acaba, e ele retorna à fogueira. Conta ao Dr. que Skaff conseguiu um favor de Soth para libertar Hagen. Gregorian fica alarmado, mas diz que eles terão de tentar uma ultima vez libertar os outros quando Hagen acordar. Para poder contar com o auxilio de todos para o resgate. Caminha Sozinho envia seu “corvo” para vigiar Hagen e avisá-los de seu despertar.

À noite, Hagen vai à taverna e encontra Skaff. Lauren chega pouco depois, mas vendo o investigador, senta-se em outra mesa. Enquanto conversavam, a porta é quase arrancada do batente, e Lord Soth adentra a taverna, apavorando a todos. O segurança do local tenta impedi-lo, mas é morto de forma violenta, e ele então se dirige para Skaff. Ele diz “Estou cumprindo minha promessa paladino”, então se vira para Hagen e levanta-o pelo pescoço, lhe dizendo “Desperte!”. O investigador fica incapaz de se mover devido ao frio mortal do aperto do Cavaleiro da Rosa Negra, e então tem seu pescoço quebrado e seu corpo largado no chão. Soth diz a Skaff “Não lhe devo mais nada” e sai pela porta. Lá fora, há apenas escuridão, e a cidade só retorna após o cavaleiro sumir de vista. Skaff socorre quem precisa, Quang Fei chega logo após e também ajuda a acalmar as pessoas no local. O paladino carrega o corpo de Hagen até a funerária, Lauren o segue. Lá, Skaff tenta comprar um caixão, mas sem dinheiro deixa o corpo e a ladra lá enquanto vai à procura do pai do investigador.
Hagen acorda gritando na mesma sala da porta de aço com a qual sonhou anteriormente. Quando se recobra, pode ler no lençol velho e sujo: Clinica para os Mentalmente Perturbados de Egertus.

Categorias:Resumo - Igor

Despertar do Sonho

2 / agosto / 2006 Deixe um comentário

Rurik desperta frente a uma esfera flutuante, no meio de uma nevasca. Atrás de si, Caminha Sozinho o recebe. Ambos são diferentes neste lugar: Caminha Sozinho lembra um índio americano; Rurik é um bárbaro nórdico de barba e cabelos ruivos. Eles vão até uma cabana de pele, onde a beira de uma fogueira estão os corpos inertes de Skaff, Lauren e Quang Fei, assim como o Dr. Gregorian, sua esposa Caroline e seu filho pequeno, Philip.
O bárbaro não se lembra direito o que é verdade e o que é mentira sobre seu passado, mas o Dr. Gregorian ajuda ele a se lembrar um pouco. Explica a Rurik o que sabe sobre eles: após o desaparecimento de Hagen, Skaff caiu vitima da Corte dos Pesadelos também e entrou em um estado de torpor; o restante do grupo então descobriu sobre esta terra, e que o investigador deveria estar aqui. Assim, arranjaram um modo de viajar até este local, onde o Dr. e Caminha Sozinho os encontraram carregando o corpo de Skaff e os auxiliaram a encontrar a esfera de sonhos de Hagen. Infelizmente, Rurik ficou fascinado pela esfera apesar de todas as advertências. Lauren e Quang Fei foram introduzidos voluntariamente no sonho para tentar libertar os demais, mas também caíram vitimas da Corte.
O próprio Dr. foi trazido aqui enganado pela Corte dos Pesadelos, a 7 anos atrás. Ele era o psiquiatra responsável num sanatório de Nova Vaasa, e descobriu que os distúrbios de seus pacientes eram causados pela Corte dos Pesadelos e tentou derrotá-la, mas infelizmente ele foi traído por um membro de sua equipe que foi dominado pela Corte, e como resultado toda sua equipe, os pacientes e parte do sanatório foram tragados para esta terra. Quase todos enlouqueceram, mas o Dr. e sua enfermeira Caroline tiveram a sorte de encontrar o xamã Caminha Sozinho, que os tem ajudado desde então. Seu filho nasceu a 4 anos atrás.

Gregorian ajudou Rurik a se lembrar que é um membro da tribo dos Terg, da linhagem real, e um descendente do lendário Dorian, o Rei Goblyn, que teria sido expulso de seu castelo a mais de 400 anos por Strahd von Zarovich. Sua tribo, até onde se sabia no Núcleo, foi banida para além dos Montes Balinok e nunca mais foi vista.
Caminha Sozinho descobriu que o corpo de Hagen está confinado no antigo sanatório de Gregorian, e com a ajuda deste, Rurik foi mandado de volta para a esfera de sonho, mas desta vez com um apanhador de sonho.

Categorias:Resumo - Igor

Club da Serpente

1 / agosto / 2006 Deixe um comentário

Skaff e Quang, que estavam na praça dirigindo-se ao Templo de Heironeous, ouvem os gritos e correm para ver do que se trata. Chegam a tempo de ver o pai de Hagen acalmando Lauren e entrando na casa. Rurik e Hagen continuam discutindo, e o bárbaro propositalmente se joga sobre o investigador para contaminá-lo com seu “sangue”. O pai de Hagen tenta apaziguar a situação e mata o Capitão agonizante, chocando Skaff e Quang Fei.
Eles saem da casa, mas a briga continua, e mesmo com todos tentando impedir, Hagen assassina Rurik. O pai de Hagen leva todos para sua casa, e tentar explicar a situação. Diz que tentou ajudá-los, mas eles não o ouviram, que há coisas ruins acontecendo na cidade, e que talvez os homens do anel de serpente possam ajudá-los. Diz também que aqueles três que atacaram Lauren no beco não trabalhavam para ele. Dá uma dica de como chegar à reunião do culto: o marco da cidade.
Hagen volta para casa sozinho, e tenta se matar incendiando sua cama e dando um tiro no próprio peito. Entretanto, um homem que se encontrava escondido em sua casa o impede de atirar, dizendo que seu pai o havia enviado. Após uma breve discussão, o homem se retira e Hagen se degola com uma de suas adagas.
O resto do grupo vai à casa de Hagen, mas encontram apenas o quarto se incendiando e mais nada, exceto a mochila do investigador. Então vão à procura do marco da cidade e encontram o pilar comemorativo em uma pequena praça. Procurando com atenção percebem que o calçamento da borda da praça forma um ouroboros, e pressionando o olho deste, abre-se uma passagem sob o marco. A escada estreita leva a um corredor escuro, e no fim deste há uma curva que leva a uma sala circular onde estão todos os membros da sociedade secreta. Eles podem ver parte da sala, mas não serem vistos.

Hagen desperta num corredor escuro, com um dos paladinos-mor de Heironeous lhe fazendo um curativo no pescoço. Ele diz “Dê um tempo e me siga. Diga que me seguiu até aqui.”.
O grupo vê Hagen entrar na sala por outro corredor, na sala estão os dois paladinos de Heironeous de mais alto grau, o Sumo-sacerdote de Heironeous, Zardan, o pai de Hagen, o Alquimista, o Duque de Howlet, o agente funerário, o Sumo-sacerdote do Legislador e mais algumas das pessoas importantes da cidade. Hagen é apresentado aos membros e integrado a eles. Quang Fei e Skaff são ouvidos conversando e acabam se revelando. O Duque inicia um ritual que serve para conjurar nada menos do que a Serpente Alada. Aparentemente, ela é o centro do culto destes homens. Hagen expõe tudo o que sabe para a serpente, e ela diz que alguma força está tentando confundir as pessoas desta cidade, e que não foi ela que devorou aquela criança. Ela entrega anéis para os três e requisita lealdade deles. Skaff não jura nada a ninguém, e nem coloca o anel, graças às suas manoplas que lhe deram desculpa pra tal. Tudo o que ele disse quando indagado foi: “Devotei minha vida inteira à proteção dos demais”, o que é a mais pura verdade. A razão disto foi um detect evil na serpente, que o fez pressentir que aquela criatura era como que feita do mais puro e indiscutível mal. Mas, como ele estava cercado de gente que adora a criatura, ele não disse nada. O monge também não aceita o anel, devido a seu voto. A serpente então os incumbe de desvendarem o mistério sobre os mortos-vivos. A serpente some, a reunião é encerrada e todos vão embora.

Categorias:Resumo - Igor

Rurik 1 x 0 Capitão

1 / agosto / 2006 Deixe um comentário

O grupo conversa com Caminha Sozinho, que explica que as “criaturas de sombra” não podem portar o apanhador de sonhos. Entretanto, o xamã não esclarece muito mais além disso. Tudo o que ele se limita a dizer é que “Vocês falharam naquilo que os trouxe aqui, o Intrometido continua prisioneiro de si mesmo” e que “Ela se alimenta de medo e desconfiança”. Hagen também recebe um bilhete de seu pai enquanto na taverna, dizendo para ele seguir os homens que desaparecem nas noites sem lua (no caso esta seria a última noite de lua nova). O grupo se divide.
Hagen vai até a frente da Casa da Guarda e fica observando o Capitão da Guarda, esperando o momento em que ele sairá de lá. Skaff e Quang Fei ficam na taverna mais um pouco, saindo apenas mais tarde.
Lauren e Rurik vão invadir a casa onde os homens do anel de serpente se reúnem. Rurik fica vigiando o lado de fora, enquanto Lauren entra no lugar, percebendo que agora é capaz de enxergar na escuridão total. Após desarmar muitas armadilhas e descobrir que a casa é vazia, com exceção de um escritório/biblioteca no andar superior, ela encontra um alçapão no andar inferior.

Hagen segue o Capitão até a casa, mas devido à escuridão, não pode ver mais do que a sua silhueta. Quando o Capitão está parado à porta, que Lauren deixou destrancada, o investigador o aborda, e o Capitão diz que estava passando e viu a porta desta casa aberta e decidiu averiguar. Hagen decide lhe dar cobertura, e ambos entram e vasculham o andar inferior da casa. Nesse momento, Rurik, tentando evitar que encontrassem a meio-elfa, joga uma pedra na esquina da rua, para atrair a atenção dos policiais. Entretanto, quando vão até a porta, o Capitão da Guarda consegue enxergar Rurik, portando seu machado de batalha, e atira nele. Rurik vem correndo e ataca o Capitão, batendo com a chapa do machado, sem cortá-lo. Hagen, assustado com o ataque, fere Rurik com sua espada. Lauren sai do escritório e do alto da escada tenta ajudar Rurik, atirando na arma do Capitão, mas Rurik acaba tombando. O Capitão manda Hagen algemar Rurik e sobe atrás da ladra, mas essa escapa pulando da escada. Lá embaixo, Hagen prende Lauren e quando o capitão volta, Rurik desperta. Há uma discussão, Rurik se nega a ir preso, dá uma rasteira no Capitão e chuta seu queixo, deixando-o inconsciente. Enquanto a discussão entre Rurik e Hagen esquenta, Lauren percebe que o “sangue” de Rurik empoçado no chão começa a se mover. Ela tenta escapar desesperadamente, e Hagen a ameaça com a espada. Lauren vê o sangue na espada mover-se em sua direção, como se estivesse vivo, o que apenas a apavora mais. Nesse instante, o sangue de Rurik escorre para cima do Capitão desmaiado, que começa a gritar em desespero. Lauren se solta, mas alguém a agarra para fora da casa…

Categorias:Resumo - Igor