Início > Resumo > O retorno – Parte I de III

O retorno – Parte I de III

Depois do último grito de dor de Rurik, Willian cuida do corpo de Victor.

Skaff usa as cortinas para ajeitar os outros corpos (das crianças), para que sejam levado depois.

Rurik e Willian distraem-se investigando as coisas que seus inimigos carregavam. Rurik fica com um anel que encontra na bolsa da Velha. Já Willian se arrisca a pegar uma mão de cera (um tipo de vela que possui os pavis nos dedos, sendo que sobram apenas dois deles para acender).

Depois de conversarem, fica acertado que o mago Marx e o paladino Skaff, ficarão aguardando o retorno das pessoas da vila para buscar os corpos de suas crianças.

Rurik segue a trilha carregando o corpo de Victor, Lauren logo atrás com a criança que estava sendo devorada no colo e Willian caminha com as demais crianças.

Ao se aproximar da trilha propriamente dita, Rurik sente o cheiro de sangue e pede para que seus dois companheiros aguardem enquanto ele vê do que se trata. O bàrbaro encontra pedaços do que foi um dia o caçador Reini. Percebe que o coração foi devorado e que adiante sua mão está pregada numa árvore formando o simbolo de Malar.

Ele avisa aos outros que seu ‘amiguinho lobisomen’ andou almoçando e está por perto, então desvia do corpo para que as crianças não se assustem mais.

Enquanto os três caminham para a vila, Marx que estava encostado na mesa e olhando despreocupado para o nada, retorna de seu choque. Ele sofre uma súbita perda de memória, e já não lembra de nada que vira dentro da casa. Ele olha espantado para Skaff e pergunta o que ele fez com as crianças, pois o paladino é o único ali com ele, ao lado dos corpos. Skaff pergunta se ele está bem e tenta por o mago apar de novo da situação.

Quando os aventureiros saem do bosque avistam os vagões do circo. Caminhando para a entrada da cidade vêem Quang um pouco ferido e Isolde com quem conversa. Lauren diz para Rurik colocar o corpo de Victor dentro de sua barraca e aguardar fora dos portões. Quang se aproxima e recebe a notícia de que seu companheiro está morto. O santo repete “Eu disse para vocês não irem lá! Aquele lugar era do Mal! Era perigoso!”.

Lauren entra na casa comunal que está uma bagunça. Entrega a criança em seu colo direto nas mãos do Meistsinger e diz “Que bom que o circo chegou a tempo para provar que não eramos culpados, não é?”. Harkon Lukas que também está presente não diz nada. Uma das garçonetes do local vem para cuidar de ‘encaminhar’ as crianças para seus pais. A meio-elfa, que está sem sua capa, pede a carroça com o corpo do pai de Victor para “colocar o corpo do filho junto do pai”.

Lá fora Lauren abraça Quang e o leva para a barraca de Victor.

Antes que Quang veja seu amigo, ele, Lauren, Skaff e Willian conversam. O monge diz que foi atacado por lobos e um lobo grande quando tentava encontrá-los novamente dentro da floresta pois o grupo estava demorando muito. Ele não acredita que o lobo se trate de Harvard, pois era bem diferente do clérigo de Malar que eles conhecem bem até demais. Conta então que o que o salvou foi a chegada do circo e de Isolde.

O monge se retira e começa então a fazer suas orações e prepara o corpo de Victor num ritual de purificação.

Lauren pergunta se Willian é capaz de trazer Victor de volta com seus poderes de sacerdote, mas o clérigo do Legislador diz que só alguém com tamanho poder como o de Harvard pode trazê-lo de volta do jeito que era antes.

Rurik e Willian se voluntariarizam para ir até a cabana e trazer os corpos das crianças de volta para cidade junto com homens da guarda local. Eles encontram apenas Marx, pois Skaff está sob o efeito de uma magia de invisibilidade e voando em direção ao acampamento.

Os soldados retiram os corpos das crianças e ateiam fogo na casa, queimando os corpos dos monstros que ali viviam.

Anúncios
Categorias:Resumo
  1. Igor
    28 / julho / 2008 às 1:53 am

    Como não podia deixar de ser, as correções: o nome do bardo é Harkon Lukas, e não Markon.

  2. 28 / julho / 2008 às 4:31 am

    Nossa…, mas aonde você leu uma barbaridade dessas?

    Ta certinho lá…! (hauhauahuahuhauhau)

  3. Yuuji
    6 / agosto / 2008 às 5:20 pm

    Outra coisa… os clérigos não tem poderes… eles tem é fé… o poder vem dos deuses que eles seguem.

    É claro… clérigos normais são assim… e o Willian cometeu eresia… falou daquele jeito de um clérigo de outra religião sobre uma das coisas que o Lesgislador mais abomina… o desvio da ordem natural das coisas.

  4. 6 / agosto / 2008 às 5:41 pm

    O Willian não.. sugeriu que se fizesse isso. Ele só respondeu a pergunta da Lauren na verdade, que se alguém conseguiria fazê-lo só mesmo alguém com um nivel de conhecimento muito maior, como o Harvard.

    Pra falar a verdade ninguém acreditava (acho eu) que o victor fosse ser ressucitado mesmo…, é que eu ainda não terminei a segunda parte, dai você vai ver COMO aconteceu hueheuheuhe…

  5. Igor
    7 / agosto / 2008 às 2:37 am

    Pois é… já tavam pensando no tamanho da cova que iam precisar abrir pra caber o Victor e o pai dele… Mas aí a Lauren foi lá e estragou tudo!

  6. Yuuji
    7 / agosto / 2008 às 4:50 pm

    Daiane, eu não disse que ele sugeriu… só achei que ele teria de ser mais enfático a respeitos do seguimento natural do curso da vida, bem como em relação a manifestação do poder de outras divindades.

    Fora esse fim de semana no proóximo creio que poderei ir pra Curitiba.

  7. 7 / agosto / 2008 às 4:57 pm

    Huum.. acho que entendi… Apesar que eu acho que isso depende do que Lawguiver diz sobre isso, e eu mesma não sei.

    Putz.. tenho duas semanas pra botar tudo em ordem então! heuheuehueh

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: