Arquivo

Archive for julho \18\UTC 2006

Caminha Sozinho das Sombras

18 / julho / 2006 Deixe um comentário

Hagen e Quang Fei fazem investigações sobre o paradeiro de Péricles (antes de este reaparecer): nos estábulos do Templo de Heironeous o cavalariço diz que se Péricles viajou não levou seu cavalo, pois ele permaneceu lá por todo o tempo; na casa dos familiares de Péricles ninguém parece sequer saber que ele está sumido, entretanto parece que faz tempo que ele não os visita. Os dois vão até a taverna da Caneca Suja, local freqüentado pelos criminosos da cidade. Ali descobrem que alguém matou toda a família da bruxa de Hala, e também que um homem está contratando gente para serviços bizarros e difíceis sem o conhecimento da guilda.
O resto do grupo decide não contar nada sobre o Dr. para Hagen. Após reunirem-se para o almoço, o grupo todo decide ir até a casa com os túneis. Lá, descobrem que lacraram a entrada do túnel, e Hagen encontra um dente humano na sala que confinava as centenas de ratos (uma sala de rocha sólida, com a porta reforçada com aço no interior). Fora da casa, o grupo nota um corvo sobrevoando eles, e Lauren vê o bárbaro que a espreitou na estalagem. Eles o seguem, mas perdem seu rastro. Voltam à taverna, onde Hagen nota que lhe estão escondendo algo, e Skaff conta (quase) tudo a ele. Decepcionado com o grupo, ele levanta e os abandona. Nisso, entra Caminha Sozinho, mas Hagen ainda assim sai. Lauren o segue, e do lado de fora, encontra o Dr. Gregorian chegando.
Caminha Sozinho diz aos três que ficaram na taverna que eles precisam segui-lo, pois ele precisa mostrar uma coisa. Dr. Gregorian, fala com Lauren, dizendo que Caminha Sozinho ficou cuidando dos corpos deles, e vê o resto saindo da taverna, o que o faz correr pra atacar Caminha Sozinho. Hagen, que havia se escondido ali próximo e ouvido a conversa, atira em Caminha Sozinho, errando e acertando Skaff. Por isso, ele decide dar a volta na quadra e chegar atrás do confronto.

Quang Fei, Rurik, Lauren e Skaff matam “Caminha Sozinho”, que se revela ser um ser feito de “sombras” que se funde ao chão como o primeiro que Hagen matou, antes que o Dr. o alcançasse. Hagen encontra o corvo nas ruas de trás da taverna e o segue. Este o leva até Caminha Sozinho, que diz que os outros correm perigo, pois aquele não é o Dr. Gregorian. Hagen não espera mais e corre para atacar o falso Dr., que também, se mostra ser uma destas criaturas.
Feridos, todos decidem voltar para a taverna, onde encontram Caminha Sozinho sentado à mesa a espera deles.

Categorias:Resumo - Igor

Dr. Gregorian

13 / julho / 2006 Deixe um comentário

Rurik volta para a estalagem, e encontra pendurado em sua janela, um colar que pertencia a seu irmão, o qual ele mesmo matou anos atrás. Lauren se encontra com ele lá, fica sabendo de tudo, e vai buscar ajuda. Falando com Hagen, Lauren conta o acontecido, e descobre que ele crê que a melhor opção é se afastarem de Rurik, e que talvez apenas a morte o salve de sua condição. Hagen também diz que irá procurar Quang Fei para que esse lhe ajude a descobrir o que aconteceu com Péricles, que desapareceu a dias. Quando Lauren vai ao Templo de Heironeous e conta a Skaff todo o ocorrido com seu amigo bárbaro, este vai até o estábulo e descobre que o cavalo de Péricles ainda está lá. Quando vai procurar o cavalariço para saber se o cavalo esteve ausente, encontra Péricles, que disse se ausentar por estar resolvendo problemas familiares. Seus dedos também não apresentam mais as manchas, e ele diz que apenas a fé em Heironeous o curou.

O paladino, a ladra e o bárbaro se encontram e decidem voltar à casa com o túnel, mas quando estão caminhando pela praça, um homem reconhece Lauren e a chama pelo nome. Ela sente que ele é familiar, mas não se lembra quem é. Rurik tem a mesma sensação. Ele diz se chamar Dr. Gregorian, e pergunta se já encontraram o investigador, e também onde está Quang Fei. Ele diz que Lauren veio até aqui trazida por ele, para ajudar a encontrar Hagen e Skaff. Ambos foram enganados por um homem que disse que podia ajudá-los a solucionar um crime, mas que esse devia ser um agente da Corte no Núcleo. Ele diz também que se Hagen viu a Serpente, é porquê ela permitiu, e que provavelmente tem um interesse especial nele. Lauren não acredita nas palavras desse homem, ele parece mentir. Rurik também está desconfiado, apenas Skaff parece acreditar nele.

O Dr., que diz ser um psiquiatra, explica que eles estão numa situação parecida com o sono, sonhando, e fala que se o paladino viu Lord Soth naquela situação, provavelmente seus sonhos se cruzaram momentaneamente, pois Lord Soth não pode sair de Sithicus. Diz também para Skaff se concentrar nas lembranças sobre Tovag. Ele parece ter medo de alguém que o segue, e Lauren é a única que parece ver algo, uma figura que “se mescla ao mundo”, num beco escuro, parecida com um homem numa mortalha negra coberto por aranhas que o Dr. Se refere como sendo o Homem dos Pesadelos, que some como se nunca estivesse ali. Gregorian pede para que eles continuem caminhando, porque assim a Corte dos Pesadelos tem maior dificuldade em encontrá-lo. Também diz que Caminha Sozinho pode ajudá-los, e que este tem mais facilidade para entrar e sair deste mundo. Ele explica que Rurik ficou preso aqui quando observava a esfera que continha os sonhos de Hagen. Ele diz que precisa ir embora, pois seu tempo é curto, mas combina tentar encontrar-se com eles na taverna à noite. Explica também que para poderem “voltar” precisarão fazer com que Hagen acredite em coisas que a lógica dele não o permite acreditar. Então, ele entra em uma sombra escondida das vistas do povo e desaparece lentamente.

Categorias:Resumo - Igor

Primeiro encontro com Lorde Soth

13 / julho / 2006 Deixe um comentário

No dia seguinte, Lauren e Rurik saem para fazer compras na cidade. No caminho, passam pela cena da batalha antes mesmo da cidade despertar, mas não encontram nada além das manchas de sangue. Na estalagem, o corpo do falso cavalariço também não se encontra mais lá. Eles compram ferramentas, e Rurik compra uma mortalha negra para si.
O grupo se encontra, e Hagen leva Rurik e Lauren ao encontro da mulher que dizem ser a bruxa, para pedir-lhe auxilio, mas ela nega saber qualquer coisa sobre a fé de Hala. Quando fica a sós com Rurik, diz para que ele retorne à noite para que ela o ajude.
O grupo dirige-se à taverna para jantar, como combinado. Entretanto, a caminho da taverna, Skaff passa por uma estranha experiência: enquanto caminha pelas ruas, toda a cidade parece desaparecer, dando lugar a um grande espaço negro, todo coberto de teias de aranha, com uma miríade de luzes coloridas no horizonte. Nessa planície de escuridão, ele pode enxergar seus companheiros, assim como a Serpente Alada, esta como que acuada pela presença de quatro figuras que cruzam os céus como um cometa. São essas figuras quatro cavaleiros montados, de aparência apavorante, que aterrorizam o coração do paladino. Ao passar das criaturas, Skaff nota uma figura de “escuridão brilhante” levantando-se muito ao longe (apesar disso, Skaff pode vê-lo com muita clareza). Ele diz “Quem ousa me acordar?”, com uma voz fria e apavorante que parece vir de dentro de uma caverna, e aparenta como um grande cavaleiro usando uma armadura antiga, queimada, com uma rosa negra no peito, seus olhos são dois pontos de luz rubra no interior de seu elmo. Então, tudo retorna ao normal. Na taverna, quando as novidades são contadas a todos, Hagen diz que essa figura trata-se de Lord Soth, entretanto ele não faz idéia de quem é essa pessoa, ou como sabe disso, como se essa figura não devesse existir. Skaff também se lembra de um conflito entre um lich e um vampiro, e de ser natural de um lugar chamado Tovag.

Nessa noite, Lauren coloca a máscara do falso cavalariço e segue o Capitão da Guarda. Ele entra em uma casa próxima da praça, com uma chave própria, entretanto nenhuma luz se acende lá dentro. Em um intervalo de uma hora, em torno de dez pessoas adentram o local da mesma forma, mas a meia-elfa adormece e só desperta pela manhã, não vendo mais nada, e descobrindo que não pode mais retirar a máscara. Nesse meio tempo, Rurik vai até a bruxa de Hala, que lhe cura dos ferimentos e consegue retirar-lhe as manchas negras com uma espécie de poção. Rurik queima suas roupas e armadura contaminadas e quando está agradecendo à velha mulher, a substância negra “pula” pra fora de suas cicatrizes, que se reabrem, atingindo o rosto da mulher. Ela cai dentro de sua lareira, derramando o conteúdo de seu caldeirão sobre si mesma, o que apaga as chamas, enquanto seu corpo é rapidamente tomado pela coisa negra. Seu corpo seca, como se mumificado, e sua carne fica toda enegrecida enquanto ela morre. As manchas de Rurik também retornam imediatamente, maiores que antes. Os filhos da mulher observam a cena, despertados pelos gritos da mãe. Rurik tenta acalmá-los e os leva para o quarto, saindo logo em seguida com o corpo da bruxa e enterrando-o no cemitério. Skaff passa a noite pesquisando sobre Soth e Tovag, mas não encontra nenhuma menção.

Categorias:Resumo - Igor

Antes morrer a ser morto!

13 / julho / 2006 Deixe um comentário

O grupo se reencontra visitando Hagen, e o colocam a par das coisas. Na cela, à noite, Hagen acorda e vê o xamã dentro da cela, sentado no banco à sua frente. Eles conversam, e o xamã faz tudo desaparecer, sobrando apenas uma escuridão tomada por teias de aranhas e aranhas de vários tamanhos, com a Serpente Alada ao centro e uma Aurora Boreal no horizonte. Em seguida some, e tudo volta ao normal. Hagen não consegue mais dormir.
O Capitão da Guarda chama o pai de Hagen para “pagar a fiança” de seu filho e libertar Hagen. O pai de Hagen possui o anel da serpente de prata e cumprimenta o Capitão de um modo não usual. Hagen conversa com seu pai, que lhe diz que não acredita que a guilda de ladrões tenha algo a ver com os acontecimentos e que não pode lhe ajudar, mas diz que ele devia ficar de olho nos homens que somem nas noites sem lua.
Um tanto perdidos, o grupo decide tomar uma semana para realizar preparativos para invadir os túneis descobertos na casa abandonada. Skaff fica de repouso no Templo, se recuperando do envenenamento. Quang Fei fica esmolando, mas convence e ajuda Rurik a pedir uma segunda audiência com o sumo-sacerdote de Heironeous. Lauren e Hagen procuram por alguma “bruxa” de Hala que possa ajudar Rurik. Enquanto isso, as manchas negras de Rurik continuam aumentando.
Hagen consegue ser recebido pelo Alquimista do Duque. Este estava entretido dissecando um animal selvagem (anteriormente, quando indagado para testar a substância em uma cobaia, ele recusou-se dizendo que isso seria um ato bárbaro). Hagen lembra a ele que estavam esperando uma cura para a “doença” de Rurik, mas o Alquimista disse não ter descoberto nada, e pede que Hagen o deixe trabalhar. Com suas investigações, Hagen e Lauren começam a descobrir que há uma bruxa de Hala na região mais pobre da cidade. Skaff nota que Péricles não está presente no Templo, e ninguém sabe se e para onde ele viajou.

Durante a 4ª noite da semana de preparações, Rurik e Lauren são atacados na rua quando voltavam para a estalagem. Os atacantes são o homem mascarado, um guarda da cidade (o mesmo que fez os primeiros socorros em Rurik, agora um dos mortos-vivos), e pelo menos mais um arqueiro. Rurik, com auxilio de Lauren, mata os três, mas infelizmente ele acaba contaminando o corpo do homem-mascarado com a substância negra no processo. Ele também é atingido por três flechas contaminadas. Investigando os corpos, Lauren retira a máscara do homem e descobre que ele é o falso cavalariço, e as flechas utilizadas são como as que mataram o mestre de Skaff. Ambos “arrumam” a cena da batalha e vão embora, carregando o corpo do falso cavalariço. Um corvo os observa.
Enquanto carregam o corpo pelas ruas, Lauren vê o Capitão da Guarda saindo de modo suspeito do corpo da guarda e dirigindo-se para a praça, mas deixam ele se afastar para não atrair atenção. Chegando na estalagem, Lauren sobe ao quarto de Rurik, para erguer o corpo com uma corda pela janela, enquanto Rurik espera do lado de fora. No quarto, enquanto está na janela observando se está tudo calmo, Lauren é surpreendida por um homem grande, com duas machadinhas, de modos bárbaros e aparência similar a Rurik que se aproxima silenciosamente por trás dela. Apavorada, ela se joga da janela, e como já estava ferida, não suporta a queda e desmaia. Rurik, sem entender nada, pega Lauren com cuidado e a carrega para o Templo de Heironeous, onde ambos são cuidados por Skaff, que é posto a par de tudo. Lauren pede a um sacerdote para queimar a garra, o que é feito na frente dela. Entretanto, mais tarde ela encontra a garra novamente em suas coisas.

Categorias:Resumo - Igor

Backstab

6 / julho / 2006 Deixe um comentário

Hagen fica cuidando da entrada do cemitério, os outros entram e seguem as trilhas dos mortos-vivos. A trilha leva até uma parte no fundo do cemitério onde o muro está derrubado, dando acesso a um bosque que se liga com os bosques de caça do Duque. Skaff revela seus poderes de planetoutched. Quando dois guardas da cidade chegam, mandados por Péricles, Hagen decide entrar no cemitério para investigar. Entrando na casa do coveiro, descobre que ele foi assassinado de forma brutal, e sobre a mesa está o corpo do sapateiro. Diz para um guarda ficar ali (entrega sua adaga a ele) e outro ir buscar reforços, enquanto vai atrás dos companheiros cemitério à dentro. Eles se encontram todos no bosque, e seguindo os rastros concluem que os mortos-vivos entraram na cidade.
No dia seguinte, enquanto todos estão se pondo a par dos últimos acontecimentos, dois guardas vem buscar Hagen. Na cena do crime, a casa do coveiro, a guarda da cidade encontra uma adaga pertencente a Hagen cravada nas costas do sapateiro morto (reconhecida por um dos guardas). O Capitão da Guarda manda Hagen para a cadeia, mesmo que meio contra sua vontade.

Após isso, na taverna, o resto do grupo está conversando, tentando descobrir o que fazer agora que Hagen está preso (ele deixou claro que não queria fugir). Quando estão começando a se “conhecer” melhor, um homem entra e entrega um saco de moedas a Lauren dizendo “Você trabalhou bem em relação a Hagen, senhorita Lauren”. Há uma rápida discussão entre o grupo, e quando o homem é indagado sobre quem o mandou, ele aponta um homem pela janela, que o pagou para dar o recado: o homem lá fora é o falso cavalariço que entregou o cavalo de Péricles a Hagen. Eles saem para perseguir ele, mas Quang Fei fica para trás para pagar as despesas na taverna. A perseguição segue até uma casa abandonada, onde eles descobrem a entrada de um túnel cheio de armadilhas e bem guardado. Com o paladino envenenado e debilitado, eles decidem parar de explorar o local e voltam ao Templo de Heironeous. Lá, conversam para esclarecer as coisas, e Lauren conta tudo sobre o homem mascarado, mostra o símbolo sagrado de Malar que esse homem lhe entregou (“uma lembrança mandada por um amigo”, tratada daqui por diante como “a garra”), de onde veio e que era meio-elfa. Rurik não esclarece nada sobre si.

Categorias:Resumo - Igor